Opositor de Peter não participa de julgamento do Fluminense no STJD



Possível candidato à presidência do Fluminense, Cacá Cardoso, que aliou-se a Pedro Trengrouse e ainda não anunciou se será o nome principal da chapa, preferiu não participar do julgamento o STJD envolvendo o presidente Peter Siemsen, o técnico Levir Culpi, além dos jogadores Marquinho e Cícero. Como o processo caiu para a 1ª Comissão Disciplinar, na qual Cacá é auditor, ele se declarou impedido de votar por causa da relação com o clube e o contexto político atual.

Todos os réus foram absolvidos, com exceção a Levir Culpi, que levou uma advertência. A defesa do Flu pela primeira vez não foi feita por representante do escritório de Mário Bittencourt, que também é candidato. Defendidos, por Pedro Maurity, eles foram denunciados por causa das declaração pós-eliminação diante do Corinthians na Copa do Brasil. Nesta semana, a chapa de Cacá e Trengrouse pretende anunciar quem será o candidato no pleito do Flu.



MaisRecentes

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo