Proposta de privatizar a arbitragem brasileira será levada à CBF



Será levada à CBF, no próximo dia 17, uma proposta de privatizar a arbitragem no futebol brasileiro. A ideia é da Comissão Especial de Reformulação da Legislação do Esporte, da Câmara, e visa criar melhores condições para treinos e desenvolvimento da categoria por meio de verba da iniciativa privada, que teria em troca a exposição de marca nos uniformes.

Em um primeiro momento, a proposta para a arbitragem brasileira visa abranger apenas árbitros que integram ou que são aspirantes ao quadro da Fifa. A ideia é que o grupo tenha entre 40 e 50 profissionais entre árbitros e assistentes. Ao ser contemplado, eles teriam que dedicar meio período do dia para aprimoramento físico e técnico na profissão.

A ida à CBF pelos membros da Comissão será para debater os últimos detalhes das medidas que serão incluídas no relatório final sobre mudanças nas leis do esporte. O documento está previsto para ser divulgado no início de novembro.



  • Brutus

    É impossível privatizar uma atividade que já é privada.
    Árbitros não são funcionários públicos. A CBF não é um órgão da Administração Pública

MaisRecentes

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo

Federação Paulista nomeia empresário como vice-presidente



Continue Lendo

Se não ficar no Vasco, prioridade de Nenê é negócio no exterior



Continue Lendo