São Paulo corre risco de debandada na diretoria após saída de vice-presidente



A oficialização da saída de Roberto Natel da vice-presidência do São Paulo pode gerar uma debandada da diretoria são-paulina. Apesar da decisão de Natel ter sido pessoal, outros dirigentes que também fazem parte de seu grupo político, o Legenda, podem seguir o mesmo caminho.

Esses são os casos dos vice-presidentes de Esportes Amadores, Carlos Henrique Sadi, e de Patrimônio, Elias Albarello, e de outros dois diretores. Uma reunião irá definir se os dirigentes seguem ou não na diretoria do clube.

O fato da saída de Natel ter sido uma decisão pessoal foi citada por Carlos Henrique Sadi para evitar seguir o mesmo caminho antes da definição de seu grupo político. “O cargo é do partido, não é meu. Até segunda ordem eu permaneço na diretoria”, comentou o vice de Esportes Amadores do São Paulo.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo