Brasília quer mais policiais dentro do Mané Garrincha para evitar brigas de torcidas



A Federação Brasiliense de Futebol (FBF) quer negociar com a Polícia Militar um maior número de oficiais atuando dentro do Mané Garrincha, principalmente em jogos envolvendo times de grandes torcidas. Atualmente, apenas a Tropa de Choque da PM atua dentro de campo, enquanto que seguranças são contratados para atuar junto aos torcedores.

Na avaliação da FBF, a falta de policiamento foi uma das falhas para ocorrer a briga entre torcedores de Flamengo e Palmeiras, em junho. O caso foi citado pelo diretor da entidade, Neymar Frota, em audiência sobre segurança nos estádios ocorrida na semana passada, na Câmara, onde apontou que Brasília deveria seguir o mesmo esquema de segurança que é adotado em outras capitais.

Outra iniciativa que está em discussão na capital federal é a criação de um Juizado Especial do Torcedor para concentrar as ocorrências ligadas aos jogos de futebol (leia mais aqui). O órgão já atua em outras capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.



MaisRecentes

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo