Ferj dá licença provisória a clube de refugiados haitianos



A Ferj decretou ontem, em caráter provisório, a filiação do time Pérolas Negras, apoiado pela ONG Viva Rio, formado por jogadores vindos do Haiti. A entidade já tinha determinado que não consideraria como estrangeiros atletas refugiados no país, justamente com o intuito de viabilizar a atuação do clube em competições estaduais. O prazo da filiação não será superior a dois anos, caso o clube não cumpra as obrigações financeiras e burocráticas do processo.



MaisRecentes

Lei de Incentivo ao Esporte tem quase 4 mil processos com prestação de contas pendente



Continue Lendo

Federação Baiana inicia vistoria em estádios para o Estadual de 2018



Continue Lendo

Clube gaúcho é investigado por impedir estudo de atletas da base



Continue Lendo