Até a CBF estranha enfraquecimento da educação física e faz contato com ministro



Até a CBF, que tem boas relações com o presidente Michel Temer, ficou surpresa com o anúncio da mudança na grade curricular do Ensino Médio, que deixa de ser obrigatória a educação física. O fortalecimento da disciplina esteve nos discursos institucionais da entidade nos últimos meses, especialmente como ferramenta para fortalecer a formação de jogadores.

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, inclusive, entrou em contato com o ministro da Educação, José Mendonça Filho, ressaltando o desejo da cúpula da entidade em contribuir para a prática esportiva nas escolas. O ministro respondeu dizendo que estaria disponível para uma visita e conversa sobre o tema.



MaisRecentes

‘Serão 6,5 mil testes este ano’, diz presidente da comissão antidoping da CBF



Continue Lendo

Tícket médio dos jogos do Brasileirão-2016 teve queda de 10%, aponta estudo



Continue Lendo

ABCD crê em recredenciamento junto à Wada até abril



Continue Lendo