Repelente expõe desorganização nos Jogos Rio-2016



A desorganização da Olimpíada no Rio de Janeiro têm ocorrido até nas coisas mais simples, como um repelente de mosquitos. Por conta da polêmica com o zika vírus, que chegou a afastar vários atletas do evento, o próprio Comitê Rio-2016 incluiu o produto na mochila que foi entregue como brinde aos jornalistas.

Entretanto, algumas instalações olímpicas, como é o caso da Riocentro – Pavilhão 2, os seguranças que atuavam no acesso ao local não deixavam entrar com o produto, diferente do que ocorreu no dia anterior. E afirmavam que entregaria o repelente de volta na saída. Quem tentou pegar o repelente depois teve dificuldades. Após insistência, ainda viu funcionários retirarem o produto de dentro de uma lata de lixo.

Mas já no Parque Olímpico, local que concentra a maior parte das disputas olímpicas, a entrada do repelente foi permitida sem qualquer questionamento da segurança que trabalhava no local.

Com Bernardo Cruz



MaisRecentes

‘Serão 6,5 mil testes este ano’, diz presidente da comissão antidoping da CBF



Continue Lendo

Tícket médio dos jogos do Brasileirão-2016 teve queda de 10%, aponta estudo



Continue Lendo

ABCD crê em recredenciamento junto à Wada até abril



Continue Lendo