Sem resposta da CBF, clubes vão se reunir para debater ‘medidas necessárias’



Após duas semanas de espera, dirigentes dos clubes da Série A e B não tiveram resposta da CBF em relação à carta que foi entregue em mãos a Marco Polo Del Nero pelo presidente do Cruzeiro, Gilvan Tavares, que lidera o grupo. No documento, os dirigentes pedem participação nas assembleias administrativas realizadas pela entidade, conforme prevê a Lei do Profut.

Sem a posição da CBF, os representantes dos clubes se reunirão, na próxima segunda, para avaliar o que fazer e uma ação judicial contra a entidade não está descartada.

À coluna, um dos dirigentes envolvidos disse que o debate será “sobre as medidas necessárias para garantir a participação nas assembleias da CBF, garantida pela Lei, mas não respeitada pela CBF”.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo