Sem resposta da CBF, clubes vão se reunir para debater ‘medidas necessárias’



Após duas semanas de espera, dirigentes dos clubes da Série A e B não tiveram resposta da CBF em relação à carta que foi entregue em mãos a Marco Polo Del Nero pelo presidente do Cruzeiro, Gilvan Tavares, que lidera o grupo. No documento, os dirigentes pedem participação nas assembleias administrativas realizadas pela entidade, conforme prevê a Lei do Profut.

Sem a posição da CBF, os representantes dos clubes se reunirão, na próxima segunda, para avaliar o que fazer e uma ação judicial contra a entidade não está descartada.

À coluna, um dos dirigentes envolvidos disse que o debate será “sobre as medidas necessárias para garantir a participação nas assembleias da CBF, garantida pela Lei, mas não respeitada pela CBF”.



  • Marcelo Alex

    clubes cagões, deveriam ter ver gonha na cara, e fundar uma liga de clubes. CHEGA DE CBF.

MaisRecentes

‘Serão 6,5 mil testes este ano’, diz presidente da comissão antidoping da CBF



Continue Lendo

Tícket médio dos jogos do Brasileirão-2016 teve queda de 10%, aponta estudo



Continue Lendo

ABCD crê em recredenciamento junto à Wada até abril



Continue Lendo