Ministério Público do Trabalho vai pedir à CBF o fim dos jogos às 11 horas



O Ministério Público do Trabalho irá propor à CBF o fim dos jogos às 11 horas por conta da preocupação com a integridade física dos atletas. Representante do órgão, o procurador regional José Diniz incluirá o pedido na proposta que será feita à entidade dentro do acordo solicitado pela juíza 1ª Vara do Trabalho de Natal, onde uma liminar já impede que os times locais atuem nesse horário.

– Esse problema também ocorre nas regiões Norte, Centro-Oeste e no interior paulista –  comentou Diniz, defendendo o veto de partidas neste horário em todo o país.

Na proposta à CBF, o MPT também incluirá uma alternativa mais amena à CBF em relação aos jogos das 11h, que é o monitoramento de todas as partidas com WBGT, aparelho que mede as condições climáticas considerando quatro variáveis: temperatura, radiação, vento e umidade.

A entidade possui atualmente 12 aparelhos de WBGT e necessitaria de um número bem maior para utilizá-lo em todos os jogos oficiais, conforme avalia ser o ideal o órgão público.

– Além desse monitoramento em todos os jogos, o que é muito difícil de ocorrer hoje, a CBF teria que reduzir o limite de 28 para 25 graus nas partidas”, citou o procurador.

Questionado sobre o impacto de um possível veto aos jogos das 11 horas, o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, preferiu não comentar pois o caso ainda está na Justiça. Já o departamento jurídico da entidade não atendeu a ligação da coluna.



  • MALOQUEIRO

    Pelo salário que os jogadores têm, teriam que jogar no deserto do sahara a uma da tarde sem reclamar !!!!

  • Alissom Coelho Maciel

    Acabar com o horário das 22:00h para privilegiar o trabalhador que vai ao estádio não né? todo domingo que tem pelada e é neste horário é tranquilo para jogar, mas jogador profissional não pode? me paguem 50 mil por mês que eu jogo tranquilo neste horário

  • joao victor

    Por que o Ministério do Trabalho não vai lá nas construções e pede para os pedreiros pararem de trabalhar no sol? Avah… Nem todo mundo joga as 11:00, pois é um horário exporádico. Se o sol é o problema, interditem a praia de 9:00 até as 16:00, visto que é o período que os raios solares (Radiação) é “prejudicial. “

  • William Pereira

    Quem tem que acabar com o abuso dos jogos às 22 horas, depois que acaba a novela da Globo, é o torcedor. No dia em que houver um compromisso de ninguém mais (incluindo as organizadas) ir a estádio para assistir jogo a essa hora, pode ser que os clubes resolvam tomar uma providência contra a Globo. Quanto ao jogo às 11, se não tá nublado é realmente ruim para os jogadores, independente do salário que ganham. Melhor seria colocar os jogos para as 9:30.

  • FERNANDO SERGIO MENDES

    Vou pedir pro meu chefe para que eu so comece a trabalhar depois do almoço as 14hrs por que de manha tenho sono e depois do almoço da uma preguicinha danada sera que ele vai concordar…. A jogadores de futebol se treinassem igual aos atletas olímpicos então morreriam.

  • Pelo salario que ganham tinha que ter jogo até na madrugada sem reclamação. Várias divisoes menores e campeonatos varzeanos tem jogos as 10 e 11 da manhã e ninguém fala nada. Mudem o horario de semana para 8 da noite, pois estadios vazios e baixa audiencia e devido ser tarde demais. Jogos encerrarem mais de meia noite e falta de respeito com o torcedor que acorda 4,5,6 da manhã no outro dia. Manda esse ministério público bater de frente com o canal de TV que transmite esse absurdo de horário no meio de semana.

  • MEU ESTÁDIO, MINHA VIDA!

    Essa bosta desse Ministério Público deveria trabalhar corretamente em pró dos menos afortunados. Pois tem um monte de processos para serem julgados e solucionados e eles não resolvem quase nenhum. O meu msm foi dado entrada em Agosto do ano passado e só vai ter audiência em Fevereiro de 2017. Esse pais está uma vergonha!

  • Jose Carlos Guedes

    dos jogos as 22 não tem coragem de peitar a platinada?

MaisRecentes

Conmebol cria aba no site para informações sobre Tribunal Disciplinar



Continue Lendo

Grêmio espera até meados de junho para tomar decisão sobre Arena



Continue Lendo

Barça ignora fase do Real Madrid e supera rival em venda de camisas no Brasil



Continue Lendo