Parceira da Rio-2016, Nissan não deve manter time de atletas após os Jogos



Patrocinadora oficial da Rio-2016, a Nissan montou um time com 31 atletas para apoiar nos anos que antecederam os Jogos Olímpicos. Após quatro anos, o contrato se encerra no próximo mês de dezembro e a montadora não manterá o apoio, ao menos nos moldes atuais.

É provável que a empresa mantenha o investimento no esporte mas com foco na formação de atletas, iniciativa que contaria com o apoio da Fundação Gol de Letra, dos tetracampeões Raí e Leonardo, parceria que será anunciada em agosto.

– Estamos vendo qual a estratégia que será tomada mas o caminho está indo para o desenvolvimento de atletas – diz Ricardo Maciel, diretor de marketing da Nissan, que ressalta o resultado de 25 dos 31 atletas patrocinados estarem nos Jogos Olímpicos.

A empresa não divulga o valor investido no time de atletas, mas só em carros – foi um veículo zero quilômetro por ano para cada atleta entre 2013 e 2016 – são cerca de R$ 6,5 milhões (tendo como base os valores da Fipe para o Livina X-Gear, modelo entregue aos atletas).

– Lá atrás fizemos essa conta e hoje vemos que poderíamos ter investido muito mais porque o resultado disso foi muito grande – comenta Maciel.



MaisRecentes

‘Serão 6,5 mil testes este ano’, diz presidente da comissão antidoping da CBF



Continue Lendo

Tícket médio dos jogos do Brasileirão-2016 teve queda de 10%, aponta estudo



Continue Lendo

ABCD crê em recredenciamento junto à Wada até abril



Continue Lendo