Balanço financeiro do Vasco será contestado pela oposição em reunião do Conselho



Os resultados financeiros apresentados pela diretoria do Vasco em relação a 2015 serão questionados por conselheiros de oposição na reunião do Conselho Deliberativo, nesta quinta, quando está prevista a votação do documento. A base para a argumentação é o parecer da auditoria independente Azevedo & Lopes, que aponta a falta de análise de vários números por não ter sido disponibilizado pela diretoria.

Em um dos trechos de contestação da oposição do Vasco, a auditoria aponta no parecer que “nossos trabalhos tiveram início após o encerramento do exercício, razão pela qual não podemos, através de procedimentos usuais de verificação física, constatar a existência do valor de R$ 482 mil, contabilizados na rubrica Caixa, contida no grupo Disponível. Os controles financeiros que nos foram disponibilizados, tampouco nos permitiram durante os nossos trabalhos, retroagirem à data de 31 de dezembro de 2015, para confirmação desse valor”.

Os questionamentos sobre o balanço do Vasco serão feitos pelos conselheiros de oposição da Cruzada Vascaína, que tem um membro no Conselho Fiscal do clube. Além da falta de transparência, o presidente do grupo, João Amorim, cita a incoerência do parecer da auditoria que, mesmo com a análise incompleta, aprovou os resultados.

– Não se pode aprovar um balanço com incerteza nas informações”, comentou Amorim à coluna.



MaisRecentes

Romário quer que presidente de órgão do legado olímpico passe por sabatina no Senado



Continue Lendo

COB mantém uniformes da Nike mesmo sem contrato



Continue Lendo

Clubes citam preocupação com uso de vídeo sem testes na Libertadores



Continue Lendo