Após audiência, CBF pode fazer ‘ajustes’ em jogos às 11 horas



A realização dos jogos de futebol às 11 horas foi tema de audiência, ontem, em Natal, onde uma liminar impede que os times locais atuem nesse horário. Envolvendo representantes da CBF, do Ministério Público do Trabalho (MPT) e de entidades que representam os atletas, as partes não chegaram a um acordo.

Dessa forma, o procurador do MPT, Dr. José Diniz de Moraes, fará uma proposta com ajustes para partidas no horário tendo como base as considerações técnicas e médicas feitas por Jorge Pagura, presidente da comissão de médicos de futebol, que foi testemunha da CBF.

A juíza do caso, Dr. Marcella Alves de Vilar, propôs um acordo entre as partes até a data da próxima reunião, marcada para setembro. Caso contrário, o caso irá a julgamento.

Representando a CBF, o presidente da federação local, José Vanildo, defendeu a realização de jogos às 11 horas.

– O número de incidentes ocorridos são insignificantes – comentou o dirigente potiguar.



MaisRecentes

Rodrigo Caetano surge como opção caso Alexandre Mattos deixe o Palmeiras



Continue Lendo

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo