Receita dos clubes com sócio-torcedor passa a de bilheteria pela primeira vez



Os clubes de futebol já faturam mais com seus programas de sócio-torcedor do que com a venda de ingressos nas bilheterias. Segundo levantamento do banco Itaú BBA tendo como base o balanço financeiro dos 27 maiores clubes do futebol brasileiro, a receita obtida com os associados atingiu R$ 329,8 milhões em 2015, enquanto que o valor da bilheteria ficou em R$ 302,7 milhões.

Em participação dentro da verba total dos jogos, o sócio-torcedor saltou de 38%, em 2013, para 52% na temporada passada.

No estudo, o Itaú BBA aponta ainda que o desconto médio que o sócio-torcedor tem na compra de ingressos é de 15% em relação ao preço da entrada avulsa adquirida diretamente nas bilheterias, benefício que é oferecido pela antecipação da receita para os clubes.

De acordo com o banco, o crescimento dos programa “é importante para o clube porque substitui uma receita menos certa por outra mais previsível”.



MaisRecentes

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo