Fluminense também não vai a encontro da Liga Sul-Americana, mas envia apoio



O Fluminense foi mais um clube brasileiro que não viajou a Montevidéu, no Uruguai, para a reunião que pode sacramentar o pontapé inicial da Liga Sul-Americana de clubes.

O Tricolor, no entanto, enviou uma carta de apoio ao bloco, apesar de ter se ausentado.

A razão foi a necessidade de ter “força máxima” no último dia de janela internacional, já que há demanda para registro e transferência de jogadores.

Sendo assim, apenas o Flamengo entre os clubes do Rio foi ao encontro. Vasco e Botafogo já tinham avisado que não iriam. Os clubes paulistas foram os primeiros a “pularem fora” da reunião, após persuasão de Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista, diretor da CBF e com cargo na Conmebol.



  • fidutifo

    Pra que ir la? Para ser coadjuvante? Deixar os hispanos ditar as normas? O quarteto hispano argentinos-uruguaios-chilenos-e-paraguaios mandam na Conmebol e o grupelho faz jogo contra o Brasil. Times brasileiros devem afastar deste antro de hispanos.

    • Ciro Pellegrini

      Nada a ver. Esta é uma liga independente.

    • André Pereira

      e a libertadores?

MaisRecentes

Clubes citam preocupação com uso de vídeo sem testes na Libertadores



Continue Lendo

Apfut ajusta regra que trata de antecipação de receitas



Continue Lendo

CBF quer iniciar em agosto concorrência pelos direitos de TV da Seleção



Continue Lendo