CBF admite abrir mão de organizar a Série A, segundo presidente do Cruzeiro



Gilvan Tavares, presidente do Cruzeiro (Foto: Igor Siqueira)

Gilvan Tavares, presidente do Cruzeiro (Foto: Igor Siqueira)

O presidente do Cruzeiro, Gilvan Tavares, que nesta segunda-feira esteve em reunião com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, afirmou que não vê na entidade oposição para que os clubes organizem as Séries A e B no futuro.

– A própria CBF acha que tem que ser implantado, de os clubes organizarem o campeonato. A CBF teria uma estrutura para cuidar de seleções. Sempre levanto esse assunto aqui e ninguém é contra isso. Seria menos desgastante cuidar só da Seleção – afirmou o dirigente cruzeirense.

O argumento de Gilvan ainda cita as polêmicas com a arbitragem como exemplo:

– É isso que cria atrito. Clube reclamando de arbitragem, disso e daquilo…. Se os clubes administrarem, vão reclamar de quem?.

Gilvan esteve com Del Nero para levar uma carta assinada por 26 clubes solicitando a participação na assembleia geral da CBF, citando o que prevê o texto da Lei do Profut. Ele falou que ainda há chance de ser criada uma associação nacional de clubes, apesar de os paulistas não terem assinado o documento.

– Tem muita possibilidade de ser criada a entidade. Há interesse de quase todo mundo em criar.



MaisRecentes

Benemérito do Vasco reclama de obstrução da secretaria para regularizar sócio



Continue Lendo

Vasco fecha com novo patrocinador até o final da temporada



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians já recebeu mais de 100 mil visitantes



Continue Lendo