Com jogo no Cearense sob suspeita, dirigente busca informações sobre manipulação de resultados no futebol



O presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, esteve no início desta semana na sede da Federação Paulista Futebol (FPF) para obter informações sobre a operação “Game Over” da Polícia Civil contra manipulação de resultados. A preocupação do dirigente tem seus motivos: um jogo do Cearense deste ano é um dos jogos investigados na operação. A partida em questão foi a goleada por 4 a 0 do Itapipoca sobre o Icasa, que ocorreu no último dia 25 de março.

– Fui tomar conhecimento do caso e vi que o trabalho está bem adiantado sob o comando firme do Ministério Público –  comentou Carmélio, sobre a visita à sede da FPF.

Na semana passada, assim que foi divulgado que o jogo do Cearense estava entre os suspeitos de manipulação de resultados, a entidade cearense afirmou em nota que “aguarda o desfecho das investigações para depois adotar as medidas cabíveis”.

No início deste mês, a Polícia Civil prendeu sete pessoas pessoas envolvidas em esquema de manipulação de resultados no futebol brasileiro. A fraude visava beneficiar apostadores asiáticos.

 



MaisRecentes

Técnicos articulam pela redução de demissões no Brasil. Alguns cogitam até ‘boicote’



Continue Lendo

Dirigente do Flu reconhece excesso de jovens no elenco: ‘Ideal é ter mescla’



Continue Lendo

Com Under Armour, Fluminense tem menos uma dor de cabeça



Continue Lendo