Clubes brasileiros atendem pedidos dos vizinhos e se reagrupam por Liga Sul-Americana



Com Russel Lopes

Os clubes brasileiros, a pedido de argentinos e uruguaios, voltaram a se articular para decidir se entram ou não na Liga Sul-Americana. Os quatro grandes paulistas, por exemplo, se reuniram na terça-feira, mas um encontro com um bloco maior está previsto para semana que vem, em São Paulo.

Há arestas a serem aparadas, como o país-sede, entrada ou não de mexicanos e peso dos votos dos clubes.

O presidente do Grêmio, por exemplo, defende que ele seja unitário.

– Se forem atendidos os preceitos de igualdade, cada clube um voto, de convivência com um nível de respeito mútuo, sem supremacia. Não se faz uma liga elitizada – disse Romildo Bolzan.



  • Alex R. Moitas

    Tem que ser organizada, com regulamento bem claro, pra se tornar atrativa! Clube brasileiro fica satisfeito quando consegue vaga, mas na competiçao usa time reserva, mistao..ai nao da credibilidade, nao chama torcedor ao estadio.É pra fazer a 2 maior competiçao do continente? Entao achar datas e o 1 desafio!!

    • Gert Fernando De Oliveira Rich

      Amigo, a notícia fala sobre uma associação de clubes que está sendo criada, visando a criação de uma liga sula-americana gerida pelos clubes e não pela comebol. A notícia não é relacionada ao torneio já existente de nume “sulamericana”.

MaisRecentes

Luvas do Esporte Interativo impulsionam receitas do Bahia em 2016



Continue Lendo

Jogos da Seleção pelas Eliminatórias geram quase R$ 50 milhões de receita bruta à CBF



Continue Lendo

CBF lidera ranking das confederações nas redes sociais



Continue Lendo