Manobra adia votação de projeto que transforma a Seleção em patrimônio cultural



Um projeto de lei (PL) que pode aumentar a fiscalização sobre as atividades CBF voltou a tramitar no Congresso. O documento é de autoria do deputado Sílvio Torres (PSDB-SP) e foi apresentado inicialmente em 2007, mas só neste ano voltou a ser avaliado na Câmara. A proposta do documento é transformar a Seleção Brasileira de futebol em patrimônio cultural, o que abriria a possibilidade do Ministério Público ter acesso a contratos da CBF.

Ontem, em sessão da Comissão do Esporte, estava prevista a votação do relatório feito pelo deputado João Derly (Rede-RS), cujo teor foi favorável à aprovação do projeto. Entretanto, ao ser colocado para votação, o deputado Roberto Góes (PDT-AP) fez pedido de vista para avaliar melhor a proposta e adiou a votação por duas semanas. Coincidentemente, Góes é presidente da Federação Amapaense de Futebol.

Caso seja aprovado pela Comissão do Esporte, o projeto passará para avaliação na Comissão de Constituição e Justiça antes de ir a votação em plenário na Câmara.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo