Punição a laboratório brasileiro não afeta controle de doping do Brasileirão



O descredenciamento do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) não afeta os testes do futebol nacional. É que a CBF envia as amostras para laboratórios no exterior – mais especificamente na UCLA, em Los Angeles (EUA) e Lausanne (SUI) – por conseguir preços muito mais em conta, mesmo incluindo a passagem aérea na conta.

Mas isso não faz com que a comissão de doping da CBF dê de ombros para a situação. “Semana que vem estou tentando agendar uma reunião na ABCD para que possamos nos colocar à disposição, o que a CBF puder fazer, com a vontade que tudo dê certo”, disse Fernando Solera, presidente do setor.



MaisRecentes

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo

Federação Paulista nomeia empresário como vice-presidente



Continue Lendo

Se não ficar no Vasco, prioridade de Nenê é negócio no exterior



Continue Lendo