Punição a laboratório brasileiro não afeta controle de doping do Brasileirão



O descredenciamento do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) não afeta os testes do futebol nacional. É que a CBF envia as amostras para laboratórios no exterior – mais especificamente na UCLA, em Los Angeles (EUA) e Lausanne (SUI) – por conseguir preços muito mais em conta, mesmo incluindo a passagem aérea na conta.

Mas isso não faz com que a comissão de doping da CBF dê de ombros para a situação. “Semana que vem estou tentando agendar uma reunião na ABCD para que possamos nos colocar à disposição, o que a CBF puder fazer, com a vontade que tudo dê certo”, disse Fernando Solera, presidente do setor.



MaisRecentes

Clube da China deve fazer proposta ao Palmeiras para contratar Deyverson



Continue Lendo

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo