Libertadores não terá árbitros brasileiros nas semifinais, que serão sob novas regras



A Conmebol já avisou que as novas regras aprovadas pela Fifa serão aplicadas na arbitragem a partir das semifinais da Libertadores. Instrutor da Fifa, o uruguaio Jorge Larrionda contou à coluna que as associações nacionais têm a responsabilidade de passar aos respectivos árbitros as mudanças, mas a Conmebol designou assessores especiais para “suporte adicional”. Além disso, alguns já participaram do treinamento feito visando à Copa América.

Nas quatro partidas pelas semifinais, nenhum árbitro brasileiro foi escalado. O argentino Mauro Vigliano e o Chileno Patricio Polic apitarão os jogos de ida e volta, respectivamente, do São Paulo. “Tratamos de dar a cada árbitro o que ele merece, segundo suas atuações, dentro do possível”, comentou Larrionda, que estará em São Paulo para o jogo de ida do Tricolor do Morumbi, sobre os critérios de escolha.



  • fidutifo

    E sempre assim com a Conmebol, vantagem dada aos membros do quarteto hispano: argentinos-uruguaios-chilenos-e-paraguaios. Como nos, brasileiros, não temos nenhuma influencia na organização hispana, sempre temos de jogar em desvantagem, com o risco de erros de juízes prejudicando os times brasileiros. Esta na hora de ou batermos o martelo e nos impor neste antro de hispanos ou postular a participação brasileira em outra organização como por exemplo a da Europa, como o fez Israel frente a hostilidade dos países árabes. Deixemos este antro hispano aos hispanos.

  • ANTONIO100%VERDE

    Eu acho até bom, nossos árbitros são desonestos, ou ruis demais…só serviria para nos fazer passar vergonha…

MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo