Romário fará campanha para prefeito do Rio sem deixar a CPI do Futebol



A prorrogação da CPI do Futebol por mais seis meses não atrapalhará a campanha de Romário para prefeito do Rio de Janeiro. Presidente da Comissão que investiga irregularidades no futebol brasileiro, o senador não se licenciará do cargo e terá vida dupla entre os meses de agosto e outubro: de terça a quinta estará em Brasília focado nas atividades do Congresso, como a CPI, e de sexta a segunda ficará no Rio para atuar na campanha.

Mesmo que Romário seja eleito, ele assumirá a Prefeitura do Rio apenas em janeiro de 2017. E a avaliação de pessoas próximas ao senador é que haverá tempo de sobra para ele apresentar o relatório da CPI do Futebol até dezembro.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo