Romário fará campanha para prefeito do Rio sem deixar a CPI do Futebol



A prorrogação da CPI do Futebol por mais seis meses não atrapalhará a campanha de Romário para prefeito do Rio de Janeiro. Presidente da Comissão que investiga irregularidades no futebol brasileiro, o senador não se licenciará do cargo e terá vida dupla entre os meses de agosto e outubro: de terça a quinta estará em Brasília focado nas atividades do Congresso, como a CPI, e de sexta a segunda ficará no Rio para atuar na campanha.

Mesmo que Romário seja eleito, ele assumirá a Prefeitura do Rio apenas em janeiro de 2017. E a avaliação de pessoas próximas ao senador é que haverá tempo de sobra para ele apresentar o relatório da CPI do Futebol até dezembro.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo