Novo secretário da ABCD é de organização que criticou escolha do ministro do Esporte



Ex-judoca campeão olímpico nos Jogos de Barcelona, em 1992, Rogério Sampaio foi escolhido pelo ministro do Esporte, Leonardo Picciani, para ocupar o lugar de Marco Aurelio Klein à frente da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), órgão ligado ao Ministério. Entretanto, Sampaio é membro da Atletas pelo Brasil, que em abril divulgou um comunicado criticando a escolha do novo ministro para a pasta apontando ser “barganha política” por Picciani não ter ligação com o esporte.

A organização reúne cerca de 60 atletas e ex-atletas com a missão de “melhorar o esporte para melhorar o país”, segundo o site da entidade.

O ex-judoca ficará à frente do órgão responsável pelas ações de combate ao doping no esporte brasileiro e chega à ABCD após a saída de Marco Aurelio Klein, grande responsável pela criação do órgão, em 2011, e o único remanescente do governo Dilma que ainda atuava como secretário no Ministério do Esporte.

Segundo o ministro Picciani, Klein foi exonerado do cargo por conta da suspensão pela agência mundial antidoping (Wada) do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), no Rio, local que até então seria responsável pela realização dos testes antidoping nos Jogos Rio-2016.

Colaborou Guilherme Cardoso



MaisRecentes

Clubes dão aval à CBF para negociar direitos internacionais do Brasileirão



Continue Lendo

Câmara quer debater investimentos da Caixa no futebol



Continue Lendo

Fla transmite à Conmebol o interesse do Rio em sediar possível final única da Libertadores



Continue Lendo