Votação que leva dirigentes da CBF à CPI é adiada pela segunda vez seguida



A sessão da CPI da Máfia do Futebol, na Câmara, que seria realizada nesta terça-feira, 28, foi cancelada por falta de quórum. Na pauta da reunião estava a votação de requerimentos que convoca dirigentes ligados à CBF  e também o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Entre os nomes ligados à entidade que comanda o futebol brasileiro estão os do presidente Marco Polo Del Nero, do diretor executivo Rogério Caboclo, e o do empresário Wagner Abrahão, dono da empresa que cuida da logística de viagens da CBF, o Grupo Águia.

Coincidência ou não, os mesmos requerimentos estavam na pauta da sessão da semana passada e também não foram votados por não ter número mínimo de deputados na sessão.



MaisRecentes

STJD nega pedido do Vasco de efeito suspensivo em perdas de mando



Continue Lendo

Técnicos articulam pela redução de demissões no Brasil. Alguns cogitam até ‘boicote’



Continue Lendo

Dirigente do Flu reconhece excesso de jovens no elenco: ‘Ideal é ter mescla’



Continue Lendo