Ação entre São Paulo e Santos era pra ter ocorrida no Paulistão



A ação do ônibus da paz em que as delegações de São Paulo e Santos chegaram juntas ao Pacaembu para o clássico do último domingo era para ter sido realizada há três meses, mais especificamente no dia 27 de março. É que a ideia inicial era para que a iniciativa ocorresse no jogo entre as equipes no Paulistão deste ano, disputado na Vila Belmiro, fato que não ocorreu por falta de tempo para executá-la.

Há algumas semanas, com a proximidade do novo confronto entre os times, representantes dos dois clubes retomaram as conversas tendo como intermediário o empresário Flávio Leite (leia mais aqui). Pelo lado do São Paulo, que esteve à frente foi o gerente de marketing Bruno Aventurato, enquanto pelo Santos o representante nas conversas foi o executivo de marketing Eduardo Rezende. Apesar das reuniões entre os clubes, a ideia da ação surgiu da agência de publicidade Africa, que atende a conta da Brahma, marca que está à frente do Movimento Por um Futebol Melhor.

Com a iniciativa definida entre os dois clubes, um dos cuidados foi em relação à logística para que ambas as delegações pudessem ir juntas, no mesmo ônibus, até o estádio do Pacaembu. Para não atrapalhar a concentração de nenhum dos times, foi escolhido um estacionamento na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, como ponto de encontro dos times. E os horários de saída das equipes foram cronometrados para que nenhum dos times ficasse esperando o outro.



  • Denis

    Parabéns pela atitude dos dois times, o futebol precisa de ações como essa, precisamos dar um basta na violência!

MaisRecentes

CBF comprou horário na TV Brasil por preço simbólico de R$ 15 mil por jogo



Continue Lendo

Ricardo Teixeira deu ‘carona’ a presos por corrupção em avião da CBF



Continue Lendo

Liga vê Copa do Nordeste com potencial para crescer e pagar mais aos clubes



Continue Lendo