Ação entre São Paulo e Santos era pra ter ocorrida no Paulistão



A ação do ônibus da paz em que as delegações de São Paulo e Santos chegaram juntas ao Pacaembu para o clássico do último domingo era para ter sido realizada há três meses, mais especificamente no dia 27 de março. É que a ideia inicial era para que a iniciativa ocorresse no jogo entre as equipes no Paulistão deste ano, disputado na Vila Belmiro, fato que não ocorreu por falta de tempo para executá-la.

Há algumas semanas, com a proximidade do novo confronto entre os times, representantes dos dois clubes retomaram as conversas tendo como intermediário o empresário Flávio Leite (leia mais aqui). Pelo lado do São Paulo, que esteve à frente foi o gerente de marketing Bruno Aventurato, enquanto pelo Santos o representante nas conversas foi o executivo de marketing Eduardo Rezende. Apesar das reuniões entre os clubes, a ideia da ação surgiu da agência de publicidade Africa, que atende a conta da Brahma, marca que está à frente do Movimento Por um Futebol Melhor.

Com a iniciativa definida entre os dois clubes, um dos cuidados foi em relação à logística para que ambas as delegações pudessem ir juntas, no mesmo ônibus, até o estádio do Pacaembu. Para não atrapalhar a concentração de nenhum dos times, foi escolhido um estacionamento na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, como ponto de encontro dos times. E os horários de saída das equipes foram cronometrados para que nenhum dos times ficasse esperando o outro.



  • Denis

    Parabéns pela atitude dos dois times, o futebol precisa de ações como essa, precisamos dar um basta na violência!

MaisRecentes

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo

Além da Copa Intercontinental, Fifa vai discutir legado da Copa-2014



Continue Lendo