Por taxa, Arena Corinthians não vende ingressos com cartão



Palco da Copa-2014 e da Rio-2016, a Arena Corinthians é o único entre os principais estádios de SP a não vender ingressos com cartão na bilheteria, apenas com dinheiro em espécie. Torcedores desprevenidos têm que a sair da fila para sacar o valor da entrada em caixa eletrônico. O mais próximo fica em um shopping a 1 km de distância. Segundo representantes do clube, a venda não é feita por cartões por causa da taxa que é paga pelo uso do equipamento.

Entre as empresas operadoras do serviço, o valor da mensalidade varia entre R$ 100 e R$ 150, além de taxas de 2% a 5% por venda realizada.

O curioso é que em todos os outros grandes estádios da capital paulista – Allianz Parque, Morumbi e Pacaembu – o torcedor consegue adquirir ingressos diretamente na bilheteria com cartão em transações de débito. No estádio do Palmeiras, por exemplo, o sistema utilizado possibilita até a entrada utilizando o próprio cartão de crédito como ingresso em compras feitas antecipadas feita pela internet.

Colaborou Rodrigo Vessoni



  • Zafa Pimentel

    E?

  • r.vanadia

    Curioso é o reporte não entender de custos, se o Palmeiras prefere pagar a taxa tudo bem. Simples assim, lembro que o ingresso do Palmeira é mais caro! Pense meu caro.

  • JONAS

    Foda-se, quem não quiser ir até o shopping sacar que vá comprar ingresso lá no parque antártica.
    Não tem que pagar um absurdo para as operadoras de cc. Já chega o que as federações roubam das bilheterias.

  • KÐ █ ا █ Д И † ϧ █ ?????

    ESSE LANCE TÁ CADA VEZ PIOR, ESSES PSEUDO-JORNALISTAS DEVERIAM TRABALHAR EM SITES DE FOFOCAS, Ô MATÉRIA INÚTIL.

  • Claudio Nannini

    Só um detalhe tá: isso de passar o cartão na catraca não é exclusividade do Palmeiras, no Morumbi já é assim faz mais de 5 anos.

  • Ricardo Reis

    E ainda assim nossos jogos em TODOS os campeonatos!

  • Jorge Guerreiro

    Seriam 2% a 5% a menos para pagar o estádio. Tá certo, sabendo disso já leve o dinheiro na mão. Em média seriam, uma nota de R$50, uma de R$5 e uma moeda de R$1.

MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo