Federação do DF ofereceu desconto para jogos em Brasília, mas acordo não vingou



Como o Mané Garrincha continua sendo destino recorrente dos jogos dos clubes cariocas, o presidente da Federação do Distrito Federal, Erivaldo Alves, chegou a fazer uma oferta em reunião com a presença do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, no início da temporada, para que a entidade só ficasse com 3% da receita bruta das partidas, caso o Rubro-Negro fechasse um pacotão de jogos em Brasília. Como não houve avanço nesse tema, a taxa da federação continua 5%.

Os dois próximos jogos já confirmados em Brasília são Botafogo x Cruzeiro, nesta quarta-feira, e Flamengo x Palmeiras, domingo. Mas o presidente da federação do DF diz que ainda não foi consultado sobre a possibilidade de Fluminense x Corinthians, dia 16, se juntar à lista. Na Ferj também não chegou qualquer pedido formal ainda, apesar dos rumores ouvidos.



  • Julio Ramos Lima

    Os clubes deveriam ter feito acórdão e jogasse no luso brasileiro. Poderiam fazer um alçapão lá. Tem incentivo fiscal de 20 milhões. Vergonhoso a falta de planejamento

MaisRecentes

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo

Vasco convive com atrasos salariais, mas mantém ascensão no Brasileiro



Continue Lendo