Presidente do Grêmio quer definir compra da arena até a próxima semana



O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, colocou a próxima semana como limite para uma definição em relação à compra da operação de sua Arena que atualmente pertence à construtora OAS. Segundo ele, o acordo já está estruturado faltando apenas “detalhes” para o acerto.

– O Grêmio não tem condições de prolongar mais esse assunto. São pequenos pontos que podem tanto confirmar ou fazer o clube desistir do negócio – comentou o dirigente gremista.

Na tarde desta sexta-feira, a OAS divulgou um comunicado em que aponta não haver “qualquer obstáculo para a realização do negócio nos termos aprovados no processo de Recuperação Judicial”, e que aguarda apenas a concordância da diretoria do Grêmio para concretizar a venda da Arena. Ainda de acordo com a construtora, a empresa “jamais alterou ou desejou alterar as regras do contrato”, que é de 20 anos de gestão do estádio do clube.

Caso o acordo seja concretizado, o Grêmio deve pagar cerca de R$ 2 milhões por mês à OAS nos primeiros seis anos, e parcelas menores no restante do contrato. No ano passado, o clube chegou a apontar prejuízo de R$ 20 milhões com seu estádio por não poder explorá-lo comercialmente.



  • Beto

    Qual é o valor total que o Grêmio vai pagar? Quantas parcelas? Qual é o prazo? Se não sabe melhor não fazer a matéria. Esses 20 anos é a gestão da construtora. Mas o Grêmio vai pagar esses 20 anos?

  • José Carlos Cataldo de Barros

    É como disse o amigo BETO, cadê os valores restantes a serem pagos pelo Grêmio, quantos anos levará o Clube Gaúcho para pagar a devida Arena. Caramba! Fazer uma matéria assim era melhor que não tivesse feita.

MaisRecentes

Conmebol anunciará veredito do Flamengo na segunda semana de janeiro



Continue Lendo

Presidência da Primeira Liga fica com o América-MG; vice é do Paraná



Continue Lendo

Botafogo recupera certificado de clube formador da CBF



Continue Lendo