Presidente do Grêmio quer definir compra da arena até a próxima semana



O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, colocou a próxima semana como limite para uma definição em relação à compra da operação de sua Arena que atualmente pertence à construtora OAS. Segundo ele, o acordo já está estruturado faltando apenas “detalhes” para o acerto.

– O Grêmio não tem condições de prolongar mais esse assunto. São pequenos pontos que podem tanto confirmar ou fazer o clube desistir do negócio – comentou o dirigente gremista.

Na tarde desta sexta-feira, a OAS divulgou um comunicado em que aponta não haver “qualquer obstáculo para a realização do negócio nos termos aprovados no processo de Recuperação Judicial”, e que aguarda apenas a concordância da diretoria do Grêmio para concretizar a venda da Arena. Ainda de acordo com a construtora, a empresa “jamais alterou ou desejou alterar as regras do contrato”, que é de 20 anos de gestão do estádio do clube.

Caso o acordo seja concretizado, o Grêmio deve pagar cerca de R$ 2 milhões por mês à OAS nos primeiros seis anos, e parcelas menores no restante do contrato. No ano passado, o clube chegou a apontar prejuízo de R$ 20 milhões com seu estádio por não poder explorá-lo comercialmente.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo