Presidente do Grêmio quer definir compra da arena até a próxima semana



O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, colocou a próxima semana como limite para uma definição em relação à compra da operação de sua Arena que atualmente pertence à construtora OAS. Segundo ele, o acordo já está estruturado faltando apenas “detalhes” para o acerto.

– O Grêmio não tem condições de prolongar mais esse assunto. São pequenos pontos que podem tanto confirmar ou fazer o clube desistir do negócio – comentou o dirigente gremista.

Na tarde desta sexta-feira, a OAS divulgou um comunicado em que aponta não haver “qualquer obstáculo para a realização do negócio nos termos aprovados no processo de Recuperação Judicial”, e que aguarda apenas a concordância da diretoria do Grêmio para concretizar a venda da Arena. Ainda de acordo com a construtora, a empresa “jamais alterou ou desejou alterar as regras do contrato”, que é de 20 anos de gestão do estádio do clube.

Caso o acordo seja concretizado, o Grêmio deve pagar cerca de R$ 2 milhões por mês à OAS nos primeiros seis anos, e parcelas menores no restante do contrato. No ano passado, o clube chegou a apontar prejuízo de R$ 20 milhões com seu estádio por não poder explorá-lo comercialmente.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo