Suspenso do Palmeiras, Belluzzo entrará com ação judicial contra decisão do Conselho



O ex-presidente do Palmeiras Luiz Gonzaga Belluzzo entrará com uma ação judicial para impugnar o resultado do processo no Conselho Deliberativo que o expulsou do clube por um ano por má gestão. A punição foi decidida em reunião na noite desta segunda-feira, 23, onde 119 conselheiros votaram a favor da suspensão do ex-presidente entre os 189 conselheiros presentes. Segundo Belluzzo, houve uma série de irregularidades no processo.

– O propósito desse processo era me suspender. Eu vou entrar com uma ação judicial para impugnar esse resultado pois houve uma série de impropriedades de procedimento para esse resultado – afirmou o ex-presidente do Palmeiras, citando entre os equívocos a apresentação do relatório da Comissão de Sindicância no mesmo dia da reunião e sem a verificação de votos pessoa por pessoa na votação.

Ele afirma ainda que a decisão de suspendê-lo foi motivada por “inveja” de grande parte dos conselheiros palmeirenses por ter participado de duas ações históricas no clube: a parceria com a Parmalat e a construção do novo estádio.

– Essa suspensão é um ressentimento por eu ter feito duas coisas que ninguém poderá apagar dentro do clube. Fiz a parceria com a Parmalat pois o Palmeiras estava há 17 anos na fila sem ganhar título. E o estádio estavam tentando fazer há 20 anos e eu que tirei do papel – comentou Belluzzo.

O processo contra o ex-presidente foi aberto no Conselho Deliberativo por causa das contas reprovadas em 2010, seu último ano de gestão à frente do Palmeiras. Apesar de entrar com a ação judicial contra a suspensão, Belluzzo diz que não tem intenção de voltar para a política do clube.



MaisRecentes

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo

Botafogo-SP cobra isonomia em promoção no confronto contra o Mirassol-SP



Continue Lendo

Evento de e-Sports terá análise sobre o mercado para empresas



Continue Lendo