Romário escolherá novo relator da CPI e faz pressão em Renan para ouvir dirigentes da CBF



A CPI do Futebol terá troca de membros por conta da saída do então relator Romero Jucá (PMDB-RR), que assumiu o Ministério do Planejamento. O presidente da Comissão, o senador Romário, é quem indicará entre os integrantes da CPI o novo responsável pelo relatório, que decidirá se aproveita ou não o documento entregue às pressas por Jucá, na semana passada, ou se fará outro relatório do zero. A vaga em aberto na Comissão será preenchida por indicação do PMDB.

Junto com o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Romário também aproveitará a retomada das atividades no Senado, nesta terça, para pressionar Renan Calheiros (PMDB-AL) a colocar em votação a validade ou não da sessão da CPI que aprovou requerimentos para ouvir dirigentes ligados à CBF, como Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira. O andamento dos trabalhos está parado há quase um mês por conta do processo de impeachment de Dilma.



MaisRecentes

Romário quer que presidente de órgão do legado olímpico passe por sabatina no Senado



Continue Lendo

COB mantém uniformes da Nike mesmo sem contrato



Continue Lendo

Clubes citam preocupação com uso de vídeo sem testes na Libertadores



Continue Lendo