Jogador do Vasco ganha ação de R$ 600 mil contra ex-clube



O atacante Leandrão, do Vasco, ganhou em 1ª instância uma ação na Justiça de mais de R$ 600 mil contra o Remo, onde atuou em 2014. A defesa do jogador, feita pela Rino Advocacia Desportiva, alegou que o atleta foi coagido a assinar a rescisão do contrato com seis meses de antecedência após o clube se comprometer a pagar os dois meses de salários atrasados.

Além de direitos como luvas, 13º salário, férias, direito de imagem e FGTS, a ação também incluiu a dispensa da demissão por justa causa para solicitar o pagamento dos seis meses de salários restantes de todo o acordo.

Já com a notificação em mãos, o Remo tem 15 dias para apresentar o recurso. Segundo a assessoria do clube paraense, “o departamento jurídico já está tomando todas as providências para recorrer da decisão”. Além disso, o clube refuta o fato do jogador ter sido coagido e diz que Leandrão foi dispensado por opção da comissão técnica à época.



MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo