Jogador do Vasco ganha ação de R$ 600 mil contra ex-clube



O atacante Leandrão, do Vasco, ganhou em 1ª instância uma ação na Justiça de mais de R$ 600 mil contra o Remo, onde atuou em 2014. A defesa do jogador, feita pela Rino Advocacia Desportiva, alegou que o atleta foi coagido a assinar a rescisão do contrato com seis meses de antecedência após o clube se comprometer a pagar os dois meses de salários atrasados.

Além de direitos como luvas, 13º salário, férias, direito de imagem e FGTS, a ação também incluiu a dispensa da demissão por justa causa para solicitar o pagamento dos seis meses de salários restantes de todo o acordo.

Já com a notificação em mãos, o Remo tem 15 dias para apresentar o recurso. Segundo a assessoria do clube paraense, “o departamento jurídico já está tomando todas as providências para recorrer da decisão”. Além disso, o clube refuta o fato do jogador ter sido coagido e diz que Leandrão foi dispensado por opção da comissão técnica à época.



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo