Após críticas de Modesto, CBF abre possibilidade de dispensa de santistas da Seleção



A CBF estranhou a postura do presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, depois do anúncio de que o Peixe perderá três atletas para a Seleção Brasileira. Na entidade, o discurso é que o técnico Dorival Júnior foi consultado há cerca de um mês e também na véspera da convocação para a Copa América Centenário, nos EUA. Como resposta, depois da revolta do dirigente, foi aberta ao Santos, durante a festa de lançamento do Brasileiro, a possibilidade de enviar por escrito o pedido formal de dispensa de Gabigol, Lucas Lima e Ricardo Oliveira para ser avaliado.

Antes do evento da CBF, na noite da última quinta, Modesto Roma fez duras críticas à CBF e afirmou, àquele momento, que não havia nada a fazer para evitar a convocação dos jogadores.

– Já está convocado. O que me resta é contratar mais atletas, mas preciso fazer isso com a responsabilidade que o Profut exige – disse o presidente do Santos, citando o calendário ruim como principal causa para o problema.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo