Após críticas de Modesto, CBF abre possibilidade de dispensa de santistas da Seleção



A CBF estranhou a postura do presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, depois do anúncio de que o Peixe perderá três atletas para a Seleção Brasileira. Na entidade, o discurso é que o técnico Dorival Júnior foi consultado há cerca de um mês e também na véspera da convocação para a Copa América Centenário, nos EUA. Como resposta, depois da revolta do dirigente, foi aberta ao Santos, durante a festa de lançamento do Brasileiro, a possibilidade de enviar por escrito o pedido formal de dispensa de Gabigol, Lucas Lima e Ricardo Oliveira para ser avaliado.

Antes do evento da CBF, na noite da última quinta, Modesto Roma fez duras críticas à CBF e afirmou, àquele momento, que não havia nada a fazer para evitar a convocação dos jogadores.

– Já está convocado. O que me resta é contratar mais atletas, mas preciso fazer isso com a responsabilidade que o Profut exige – disse o presidente do Santos, citando o calendário ruim como principal causa para o problema.



MaisRecentes

Decisão da Justiça libera construção no terreno do clube Everest



Continue Lendo

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo