Ferj contabiliza dívida com Profut e fecha 2015 com R$ 20 milhões de prejuízo



A Ferj publicou nesta sexta-feira o balanço financeiro do ano de 2015, que já tinha sido aprovado pelos clubes filiados em reunião na terça-feira. Como a entidade colocou no papel os gastos que teve com o pagamento de uma dívida consolidada através do Profut, o resultado foi um prejuízo de R$ 20,3 milhões em 2015.

O valor total da dívida que a Ferj precisou sanar – referentes a tributos e encargos sociais – foi de R$ 23,8 milhões, que serão pagos em parcelas, mas a Ferj já destacou a verba.

Tirando essa “mordida” pesada nos cofres da entidade, a Ferj teria fechado 2015 com um lucro de R$ 3,4 milhões. Em 2014, sem dívidas grandes para pagar, a entidade fluminense teve um lucro de R$ 1 milhão.

As receitas da Ferj diminuíram de 2014 para 2015 em quase R$ 2 milhões. O faturamento da entidade chegou a R$ 23,4 milhões ano passado.

As despesas (sem contar o Profut) também caíram, especialmente por causa da diminuição de indenizações judiciais e trabalhistas, o que evitou um buraco ainda maior nos cofres (de R$ 23,4 milhões em 2014 para R$ 19,7 milhões em 2015).

Em 2015, a Ferj faturou menos com o percentual tirado da bilheteria e renda dos jogos. Em 2014, esse valor foi de R$ 6,4 milhões, enquanto ano passado ficou em R$ 5,9 milhões. A arrecadação com patrocínios e publicidade também foi menor, caindo dos R$ 10,1 milhões de 2014 para R$ 8,4 milhões de 2015.



MaisRecentes

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo

Botafogo-SP cobra isonomia em promoção no confronto contra o Mirassol-SP



Continue Lendo

Evento de e-Sports terá análise sobre o mercado para empresas



Continue Lendo