Em viagem, CBF acha sete jovens jogadores que estavam fora do radar da base



Os profissionais das categorias de base da Seleção Brasileira tiveram pouco mais de uma semana de atividades na Europa visitando Alemanha, Espanha e Portugal, por exemplo, para troca de informações em duas vertentes. Uma delas é conversar com as associações nacionais sobre metodologia de trabalho. A outra foi pegar dados e até mesmo conversar com pais e responsáveis de jogadores com nacionalidade brasileira que defendem as cores de outros países e estavam fora do radar da CBF. Foram achados pelo menos sete jogadores só nesta última passagem de Erasmo Damiani, coordenador da base, Rogério Micale, técnico da sub-20, e do observador Paulo Xavier.

Damiani já voltou ao Brasil e participou de um seminário na CBF enquanto os outros dois só retornam no sábado. Os contatos com os pais foram iniciados e vão continuar por telefone.



MaisRecentes

Candidato da oposição no São Paulo quer Abílio para negociar dívida com bancos



Continue Lendo

Governo oficializa nomes para compor a Apfut



Continue Lendo

Internacionalização: CBF tem emissoras de TV estrangeiras como alvo



Continue Lendo