CBF vai aderir às mudanças de regras do futebol, e arbitragem terá que se adaptar às pressas para o Brasileiro



A equipe de arbitragem da CBF decidiu aderir às mudanças de regras aprovadas pela Fifa e pelo Ifab para a temporada de 2016/2017. A entidade não tinha a obrigatoriedade de adotar as mudanças, que entram em vigor a partir de 1º de junho. Mas optou por se antecipar para evitar que o Brasileirão tenha regras diferentes do mundo todo. Com isso, será necessário um grande esforço por parte dos instrutores de árbitros, já que há mudanças significativas em lances que demandam interpretação.

Um exemplo é que a orientação não é expulsar um jogador que cometa pênalti em clara e manifesta jogada de gol caso ele esteja na disputa da bola e sim dar amarelo. O vermelho só deve ser dado se o defensor, por exemplo, puxar, empurrar ou der um pontapé no adversário. Na quarta-feira, a comissão da CBF concluiu o processo de tradução do texto.

A Escola Nacional de Arbitragem vai concluir nos próximos o planejamento de orientação dos árbitros, que será em visitas a cada estado. A ideia é que os treinamentos para atualização às novas regras ocorra a partir do dia 3 de maio, portanto, há 11 dias do início da Série A.

MAIS MUDANÇAS NAS REGRAS

  • Cartão amarelo para jogador que tentar fazer gol com a mão ou evitar um gol, ainda que a tentativa não tenha sucesso.
  • Cartão vermelho para o jogador que usar força excessiva e, a partir de agora, aquele que tentar usar. Ou seja, mesmo que um suposto soco, cabeçada ou cotovelada não atinja o oponente. “A tentativa de violência é punida com cartão vermelho mesmo se não tiver sucesso”.
  • Se a bola estiver em jogo e um jogador cometer ofensa dentro do campo de jogo contra um colega de time, reserva, jogador substituído, comissão técnica ou árbitro, é marcado falta ou até mesmo pênalti, dependendo de onde o fato ocorrer.
  • Se um jogador deixar o campo de jogo como parte de uma jogada e comete uma falta contra outro jogador, a jogada é recomeçada na linha mais próxima que a falta ocorreu. Se for na direção da área, é pênalti.

O documento do Ifab – em inglês – com as mudanças pode ser visto aqui. O detalhamento das alterações está a partir da página 108.



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo