Comissão mantém convocações de Ricardo Teixeira e Del Nero para depor à CPI do Futebol



A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado manteve os pedidos de convocação para depor à CPI do Futebol de vários dirigentes ligados à CBF, entre eles o ex-presidente da entidade, Ricardo Teixeira, e o atual mandatário, Marco Polo Del Nero. Os requerimentos, que haviam sido aprovados na semana passada, estavam suspensos após recurso do senador Ciro Nogueira (PP) que foi acatado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que pediu nova votação para as convocações.

Por conta do imbróglio, a decisão sobre a legalidade da votação foi encaminhada para CCJ, cujo relator, Benedito de Lyra (PP-AL), apontou “não haver amparo regimental para o recurso submetido à CCJ, pois não se trata de interpretação de texto constitucional”.

O parecer de Lira será encaminhado agora para votação em plenário no Senado, que deve manter as convocações. Além de Teixeira e Del Nero, os requerimentos também abrangem as convocações do vice-presidente da CBF, Gustavo Feijó, cuja campanha para prefeito de Boca da Mata-AL é suspeita de ter recebido “caixa dois” da entidade, e do empresário Wagner Abrahão, dono do Grupo Águia, parceria da CBF na logística de viagens da Seleção Brasileira.



  • Luiz Matias

    tem que dar um jeito nessa dupla fora corrupido

MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo