Flamengo avalia acordo para reduzir dívida milionária pela compra de Edmundo



O Conselho Deliberativo do Flamengo discute na próxima quinta, 14, se o clube tentará um acordo ou não com o Consórcio Plaza pela dívida que supera R$ 60 milhões. O rombo deve-se ao empréstimo de R$ 6 milhões feito, em 1996, para o clube comprar o atacante Edmundo.

Segundo informações da coluna, o Consórcio tem bens penhorados do Flamengo que somam cerca de R$ 40 milhões, e ainda querem o pagamento de mais R$ 20 milhões. O acordo pretendido pelos rubro-negros é pelo pagamento de R$ 30 milhões.

Entre os conselheiros rubro-negros, o argumento é de que o valor obtido junto ao Consórcio Plaza não foi um empréstimo e sim uma doação por parte da empresa. Entretanto, admitem o pagamento da dívida até por ter perdido a ação na Justiça, que deu razão ao Consórcio.

– Na reunião vamos ter a chance de fazer um acordo e tentar pagar um valor intermediário – afirmou o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.



MaisRecentes

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo