CPI do Futebol quer depoimentos de Del Nero, Ricardo Teixeira e vice que recebeu ‘caixa dois’ da CBF em campanha



A CPI do Futebol pretende convocar o presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, para um novo depoimento à Comissão que investiga irregularidades em contratos da entidade que comanda o futebol brasileiro e na organização da Copa-2014 e no Comitê Organizador Local (COL).

Um dos motivos para a convocação de Del Nero está relacionado à abertura de contas no exterior, já que a CPI tem em mãos indícios de uma conta do dirigente no banco HSBC de Miami, nos EUA. Em seu depoimento à Comissão, no ano passado, Del Nero negou que tivesse contas no exterior.

Além do presidente licenciado da CBF, a sessão da CPI do Futebol marcada para esta quarta-feira, 6, também votará requerimentos de convocação do ex-presidente Ricardo Teixeira para falar sobre “possíveis irregularidades em contratos feitos para a realização de partidas da seleção e campeonatos organizados pela CBF”.

Outros dois requerimentos abrangem as convocações para depoimentos do empresário Wagner Abrahão, empresário do ramo do turismo cuja empresa manteve acordos com a CBF, e do atual vice-presidente da CBF, Gustavo Dantas Feijó, que tem indícios de ter recebido caixa dois da própria entidade durante a campanha em que se elegeu prefeito de Boca da Mata, em Alagoas.



MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo