‘Um dia te dão, outro te tiram’, diz presidente do Boca sobre jogo polêmico com Corinthians na Libertadores



O presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici, esteve em São Paulo nesta semana para participar da reunião da Liga Sul-Americana de Clubes. No encontro, o dirigente argentino não escapou de questões relacionadas ao polêmico jogo entre Boca Juniors e Corinthians pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2013.

Na partida, o time paulista teve um gol mal anulado e dois pênaltis não marcados pelo árbitro paraguaio Carlos Amarilla. No ano passado, suspeitas sobre o jogo vieram à tona após vazar uma escuta telefônica em que o Julio Grondona, ex-presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), afirmava que Amarilla “foi o maior reforço do Boca no jogo”.

– Futebol é assim: um dia te dão, outro dia te tiram – afirmou Angelici, completando que árbitros são seres humanos e passíveis de erros.

Na ocasião, o Boca Juniors desclassificou o Corinthians após vencer o primeiro jogo por 1 a 0 na Bombonera e empatar por 1 a 1 no polêmico jogo no Pacaembu.



MaisRecentes

Benemérito do Vasco reclama de obstrução da secretaria para regularizar sócio



Continue Lendo

Vasco fecha com novo patrocinador até o final da temporada



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians já recebeu mais de 100 mil visitantes



Continue Lendo