Sem reaproximação de partido com governo, secretário de futebol aguarda exoneração do cargo no Ministério do Esporte



O secretário de futebol e defesa de direitos do torcedor, Rogério Hamam, está de saída do Ministério do Esporte após pouco mais de um ano no cargo. No momento, ele aguarda a nomeação de Ricardo Leyser como novo ministro da pasta pela presidente Dilma para ser exonerado da função. Segundo informações da coluna, Hamam já até retirou seus pertences da sala que ocupava no prédio do Ministério.

Apesar de ter colocado o cargo à disposição na última quarta-feira, Hamam ainda considerava a possibilidade de permanecer como secretário de futebol com a reaproximação de seu partido (PRB) com o governo, o que não ocorreu.

O rompimento do PRB com o governo também custou o cargo do então ministro do Esporte, George Hilton, que tentou sem sucesso permanecer na pasta se filiando ao PROS. O Ministério, entretanto, passou para as mãos do PCdoB, forçando a saída de Hilton do cargo.



MaisRecentes

Flamengo está entre as entidades esportivas que mais captaram verba pela Lei de Incentivo



Continue Lendo

Torcida única reduz em mais de 30% custos com policiamento nos clássicos de SP



Continue Lendo

Estádios terão selo da Conmebol de acordo com as competições que poderão receber



Continue Lendo