CBF vai analisar perfil para árbitro de vídeo e teme falta de confiança nos mais jovens



A CBF vai discutir na semana que vem o perfil ideal do árbitro de vídeo, que começará a atuar para valer a partir de agosto. Uma das preocupações da entidade é em relação à experiência do árbitro responsável pela análise da imagem. Se o perfil foi jovem demais, a entidade entende que pode haver falta de confiança por parte do árbitro principal, situação que ocorreu no experimento do árbitro atrás do gol. Há relatos de que árbitros mais experientes ignoravam as chamadas dos companheiros por não terem a mesma experiência.

Por falar em árbitro de vídeo, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, não vê problema na utilização da tecnologia só a partir do meio do campeonato, em agosto. “Eu acho que quanto mais cedo melhor. O ideal é começar no começo deste campeonato. Mas se não der, é melhor em agosto do que não começar. Mas gostaria mesmo de que fossem implantadas as sugestões do Flamengo sobre controle externo de arbitragem”, afirmou Bandeira.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo