Interpol é acionada para investigar manipulação de resultados no Campeonato Paulista



O Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) acionou a Interpol para investigar os casos de manipulação de resultados no Campeonato Paulista. Atletas envolvidos assumiram terem participado do esquema ao presidente da entidade, Rinaldo Martorelli, e um dos clubes investigados é o Grêmio Barueri, que está na 3ª divisão do Campeonato Paulista.

– A manipulação de resultados chegou ao futebol brasileiro e entregamos o caso à Interpol assim que soubemos desses fatos – afirmou o presidente da Sapesp.

Segundo Rinaldo Martorelli, a abordagem por parte das empresas de jogos para manipular resultados no futebol brasileiro tem ocorrido principalmente em atletas que atuam por clubes com salários atrasados.

– O jogador que não recebe seu salário fica mais suscetível a esse tipo de ação criminosa – comentou o presidente da Sapesp, que não revelou nomes para não prejudicar a carreira dos atletas.

Coincidentemente, a Federação Paulista de Futebol (FPF) criou em dezembro passado um Comitê de Integridade para “salvaguardar a credibilidade das competições do futebol paulista”, segundo a entidade. Além de manipulação de resultados, o órgão visa outras infrações como doping e racismo, e conta com seis membros, entre eles o VP da FPF, Fernando Solleiro, o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, e o promotor de Justiça, Paulo Castilho.



MaisRecentes

Crise política breca MP que isenta atletas de cobrança previdenciária



Continue Lendo

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo

Federação Paulista nomeia empresário como vice-presidente



Continue Lendo