CBF quer regulamentar exposição de patrocínios, mas evitando repetir embate envolvendo a Conmebol



A CBF tem conversado com os clubes sobre uma nova regulamentação envolvendo o marketing nos estádios nas competições que organiza. A entidade tem observado o que a Conmebol tem feito em relação às marcas expostas, por exemplo, no estádio do Palmeiras e quer evitar o mesmo embate.

Por falar em patrocínio, a CBF, que sem alarde incluiu a Cimed na lista de patrocinadores, fará um anúncio mais “pomposo” da nova parceria nos próximos dias. Executivos da empresa, inclusive, assistiram in loco ao anúncio da lista de convocados de Dunga para as Eliminatórias.

Internamente, há quem veja o troca-troca de patrocinadores como algo normal, sobretudo após um ano de Copa do Mundo e a crise financeira. Desde a Copa e a prisão de José Maria Marin, quatro marcas deixaram de ser parceiros (Gillette, Unimed Seguros, Sadia e Michelin) e, além da entrada da Cimed, a Chevrolet ampliou o acordo com a CBF.



MaisRecentes

Atlético Mineiro entra no mundo das ‘Bitcoins’



Continue Lendo

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo