Depois do Palmeiras, São Paulo também tem veto a patrocínio em jogos na Libertadores



O veto da Conmebol em relação a exposição de marcas que não são parceiras da entidade em jogos da Copa Libertadores não atingiu apenas o Palmeiras entre os clubes brasileiros. Em suas partidas pelo torneio continental, o São Paulo também não poderá realizar uma ação junto aos torcedores que é oferecida pela Under Armour, que fornece material esportivo para o clube do Morumbi.

Segundo a empresa, a demanda feita pelo clube abrange apenas ações em jogos dos campeonatos Paulista, Brasileiro e Copa do Brasil. A ação da Under Armour, que será lançada no jogo de hoje do São Paulo contra o Mogi Mirim, pelo torneio estadual, será de interação com os torcedores e ocorrerá durante o intervalo das partidas.

O Palmeiras foi o primeiro clube atingido pela restrição da entidade sul-americana. Em jogos como mandante, a marca da Allianz, que dá nome ao estádio palmeirense e que é exposta na parte interna, será trocada por uma com o logo da arena. A iniciativa ocorreu após grande polêmica em que a gestora do Allianz Parque, a construtora WTorre, chegou a divulgar um manifesto repudiando a proibição da Conmebol.



MaisRecentes

Atlético Mineiro entra no mundo das ‘Bitcoins’



Continue Lendo

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo