Wada pode assumir laboratório brasileiro na Rio-2016 caso o país seja descredenciado junto à agência antidoping



Laboratório ficaria nas mãos da própria Wada durante a Rio-2016 (Crédito: Nathália Werneck – CoordCOM/UFRJ)

Frente a possibilidade do Brasil ser descredenciado pela Agência Mundial Antidoping (Wada) em março, caso não atenda exigências jurídicas solicitadas pela entidade internacional, já existe um plano B para a realização dos exames antidoping na Olimpíada do Rio.

Segundo o LANCE! apurou com uma fonte ligada aos Jogos, mesmo que o país perca o credenciamento junto à Wada, a entidade assumiria a estrutura do Laboratório Brasileira de Controle de Dopagem (LBCD) durante a Olimpíada para realizar os testes do evento no país.

Caso esse “plano B” seja adotado, a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) perderia a gerência do laboratório durante a realização da Olimpíada. Dessa forma, evitaria que os cerca de 5 mil testes antidoping previstos para o evento sejam realizados no exterior, fato que elevaria em muito os custos para a organização dos Jogos.

– A chance dos testes serem realizados em outro país durante a Olimpíada é zero – disse a fonte, que pediu para não ser identificada.



MaisRecentes

Presidente eleito da Federação Mineira vê clubes de BH no mesmo nível de SP e RJ



Continue Lendo

Del Nero promete solução na segunda-feira para transmissão dos jogos da Seleção



Continue Lendo

Presidente da Ferj tira terceira licença em 2017



Continue Lendo