ABCD atrasa documentos com exigências da Wada e tribunais criam grupo para apresentar propostas



A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) ainda não enviou os documentos com as exigências da agência mundial antidoping (Wada) para os representantes dos tribunais desportivos. Entre os pedidos da agência está a centralização dos julgamentos dos casos de doping em um único tribunal, solicitação que não agradou os profissionais dos órgãos responsáveis por cada modalidade esportiva no país. O país tem até o próximo dia 18 de março para resolver o impasse e atender as exigências da Wada.

Após reunião na semana passada, em Brasília, entre a ABCD e cerca de 40 representantes dos tribunais de cada modalidade esportiva, ficou acordado que os documentos com as exigências seriam enviados na última segunda-feira, 24, fato que não ocorreu. Segundo apurou a coluna, a ABCD argumentou que falhas na internet do Ministério do Esporte impediram o envio da documentação aos tribunais.

Secretário nacional da ABCD, Marco Aurelio Klein apontou ainda que o Brasil teve bem menos tempo para resolver as pendências que
os outros países também enquadrados pela Wada: Bélgica, França, Grécia, México e Espanha.

– Do prazo de 120 dias, tivemos menos de 50 para debater as exigências por conta dos feriados de final de ano, Carnaval e recesso parlamentar – comentou Klein.

Por conta das divergências em relação aos pedidos da Wada e a demora em receber a documentação da ABCD, os representantes dos tribunais desportivos criaram um grupo com 15 membros para representar a categoria e debater propostas de “valorização das instâncias existentes”, conforme citou um dos intengrantes.



MaisRecentes

Órgão antidoping faz testes surpresa no Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo



Continue Lendo

Associação de árbitros diz que Felipe Melo é ‘péssimo exemplo para o futebol’



Continue Lendo

Número de empresas na Lei de Incentivo ao Esporte cai pela metade



Continue Lendo