Tempo médio de mandatos nas federações é de 15 anos



A recém-sancionada medida do Profut de limitar a quatro anos o mandato dos presidentes das entidades esportivas com direito a apenas uma reeleição terá grande impacto no poder das 27 federações, cuja média atual é de 15 anos. Alguns deles têm cargos praticamente vitalícios, como é o caso de José Gama Xaud, que está há 42 anos à frente da entidade responsável pelo futebol de Roraima. E das 27 federações, em 16 delas o presidente atual está há mais tempo que o novo período permitido de oito anos.

Entre as cinco regiões do país, o Norte é que tem a maior média de tempo dos presidentes à frente das federações, com 26 anos. Na sequência aparecem as entidades da região Sul e Centro-Oeste, ambas com 17 anos de média, e Nordeste, com 9 anos.

O Sudeste é que a tem a média mais baixa, com apenas 4 anos de média dos presidentes no comando das federações. O ponto fora da curva na região é Rubens Lopes, que está à frente da Ferj há dez anos.

Veja abaixo a lista dos 10 presidentes que estão a mais tempo no poder das federações.

José Gama Xaud (Federação Roraima) – 42 anos
Carlos Orione (Federação Mato Grosso) – 40 anos*
Antônio Aquino Lopes (Federação Acre) – 32 anos
Delfim Pádua Peixoto Filho (Federação Catarinense) – 31 anos
Heitor Costa Júnior (Federação Rondônia) – 27 anos
Leomar Quintanilha (Federação Tocantins) – 26 anos
Dissica Tomaz (Federação Amazonas) – 25 anos
Coronel Nunes (Federação Paraense) – 18 anos
Francisco Cezário (Federação Mato Grosso do Sul) – 18 anos
Ednaldo Rodrigues (Federação Baiana) – 15 anos



MaisRecentes

Órgão antidoping faz testes surpresa no Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo



Continue Lendo

Associação de árbitros diz que Felipe Melo é ‘péssimo exemplo para o futebol’



Continue Lendo

Número de empresas na Lei de Incentivo ao Esporte cai pela metade



Continue Lendo