Eurico, Bandeira, Peter e Modesto estão entre os indicados para agência reguladora do Profut



Uma reunião do Conselho Nacional do Esporte realizada nesta terça-feira no Rio de Janeiro serviu para que fossem apresentados os nomes indicados pelas entidades ligadas ao futebol para fazer parte da Autoridade Pública de Governança do Futebol (Apfut), que será a agência reguladora do Profut, o programa que refinancia a dívida dos clubes com a União e estabelece contrapartidas.

A CBF fez indicação de três nomes, todos representantes de clubes. Os apontados pela entidade são os presidentes de Vasco e Santos, Eurico Miranda e Modesto Roma, além do diretor jurídico do Atlético-MG, Lásaro Cândido. Eles farão parte de um colegiado que contará com outros nomes, representando, por exemplo árbitros e atletas.

A Confederação Brasileira de Clubes (CBC) também teve direito a três nomes. Os apontados foram Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, Peter Siemsen, do Fluminense, e Roberto de Andrade, do Corinthians.

– Tivemos na reunião a participação dos conselheiros, que fizeram a apreciação dos nomes indicados pelas entidades da cadeia produtiva do futebol – explicou o secretário nacional de futebol, Rogério Hamam, ressaltando que não houve vetos por parte do CNE aos nomes apresentado.

Da parte do Bom Senso, Paulo André, Gilberto Silva e o diretor executivo Ricardo Borges foram apontados.

A lista completa será analisada pela Casa Civil e o Ministério do Esporte.

– A prerrogativa dos nomes é nossa. Vou definir quem vai ficar na titularidade e na suplência e estamos aguardando a presidenta Dilma fazer a nomeação do presidente da Apfut – disse o Ministro George Hilton, explicando que só dois dos seis nomes ficarão no colegiado.

A CBF foi representada pelo diretor executivo de gestão, Rogério Caboclo, que participou pela primeira vez de uma reunião do CNE. Ele substituiu Jozafá Dantas, que foi destituído da presidência da Federação Brasiliense por má gestão.

Atualizado às 14h31



MaisRecentes

Fernanda Colombo deixa a arbitragem, lança livro e quer ser comentarista



Continue Lendo

Audiência pública promete pressionar políticos contra MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Técnico brasileiro Milton Mendes renova mais alta licença da Uefa para técnicos



Continue Lendo