Fifa admite erro ao escolher ao mesmo tempo duas sedes da Copa do Mundo



A Fifa admitiu que não foi uma boa ideia eleger, ao mesmo tempo, dois países como sedes da Copa do Mundo, como ocorreu no processo que culminou com as eleições, em dezembro de 2010, de Rússia e Qatar para os Mundiais de 2018 e 2022, respectivamente.

A mea culpa foi feita pelo francês Nicolas Mangot, diretor de comunicação da Fifa, em um evento nesta quarta-feira, no Congresso Mundial de Jornalismo Esportivo, em Doha, no Qatar.

– Conceder a Copa do Mundo a duas diferentes nações ao mesmo tempo foi um erro da Fifa. Isso não será feito de novo – assegurou Nicolas, apesar de estar às vésperas da eleição presidencial da entidade.

A eleição por parte do Comitê Executivo da Fifa foi cercada de suspeitas de compra de votos, que supostamente teria incluído o então presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Colaborou Daniel Bortoletto



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo