Federação paulista deve faturar R$ 1 milhão com ‘nova’ taxa



A federação paulista (FPF) deve faturar cerca de R$ 1 milhão no estadual deste ano com o Fundo de Valorização e Desenvolvimento do Futebol Paulista, que retém 2% das bilheterias dos quatro grandes clubes e 1% do arrecadado pelos demais. Na primeira rodada do Paulistão, a taxa gerou R$ 55 mil à entidade. Segundo a FPF, o objetivo do Fundo é “fomentar os clubes com ações de marketing, material de apoio em jogos e cursos de gestão”.

O Fundo foi criado em junho do ano passado em substituição ao Fundo de Manutenção e Modernização de Estádios, que existia desde 1996. Na Resolução assinada pelo presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, dois motivos foram apontados para a mudança: a dificuldade operacional dos recursos gerados e a necessidade da entidade apoiar os clubes em projetos de valorização e desenvolvimento do futebol paulista.

Os percentuais das bilheterias destinados ao Fundo ocorre paralelamente à arrecadação de 5% da receita bruta que a FPF fatura em todos os jogos. De acordo com a entidade, essa taxa destina-se especificamente para os custos da própria federação. Segundo o último balanço financeiro da FPF, de 2014, a receita obtida com “campeonatos” foi de R$ 6,6 milhões.  



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo