Regimento interno da APFUT será formulado em 90 dias



O governo publicou nesta quarta-feira,20, no Diário Oficial da União o decreto que cria a Autoridade Pública de Governança do Futebol (APFUT), que ficará responsável pela fiscalização dos clubes em relação às contrapartidas para o parcelamento das dívidas fiscais exigidas no Profut. A partir de agora, os dez membros que irão compor o órgão terão 90 dias para elaborar seu regimento interno.

Apesar do prazo, os dez nomes que irão compor a APFUT ainda não foram definidos. O decreto publicado nesta quarta apenas cita a representação de cada membro do órgão. Por parte do governo, serão dois representantes do Ministério do Esporte, um do Ministério do Trabalho, um da Previdência Social, e um do Ministério da Fazenda. Já os representantes da sociedade civil serão um atleta profissional, um dirigente de clube, um treinador, um árbitro, além de um representante da entidade de fomento ao desenvolvimento do futebol.

Conforme previa o texto do Profut, os membros da APFUT não serão remunerados e cada um deles permanecerá no órgão por um período de três anos podendo voltar ao posto por mais uma vez.



MaisRecentes

‘A CBF entendeu que a intenção da Liga não é política’, diz CEO da Primeira Liga



Continue Lendo

Palmeiras arrecada R$ 13,5 milhões com ‘taxa de melhoria’ para os sócios



Continue Lendo

Registro de brasileiros menores de idade que jogam no exterior dobrou em 2016



Continue Lendo